Notícias Gerais

4 de dezembro de 2018

Jovens do litoral paranaense apresentam sugestões de desenvolvimento sustentável para a região

Por Comunicação

Propostas buscam aliar desenvolvimento local à proteção do patrimônio natural nos municípios de Antonina e Guaraqueçaba

LaCon_Foto-Reginaldo-Ferreira_galeria002

No último sábado (24), jovens moradores dos municípios de Antonina e Guaraqueçaba se encontraram com os prefeitos dos municípios para apresentar o documento Sugestões para o Desenvolvimento Territorial Sustentável e Salvaguarda da Cultura Caiçara. O material foi elaborado a fim de sugerir propostas de desenvolvimento local sustentável que respeitem o patrimônio natural e cultural da região. O evento faz parte do Laboratório de Conservação da Natureza (LaCon), uma iniciativa da Escola de Conservação da Natureza, projeto criado pela Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS) que envolve jovens com idade entre 15 e 24 anos.

O prefeito de Antonina, Ze Paulo ressaltou a importância de projetos que promovam o desenvolvimento sustentável e instiguem os jovens, que são o futuro do município, a pensarem e elaborarem propostas que respeitem a cultura caiçara e o patrimônio natural. O prefeito de Guaraqueçaba, Ariad Junior, reforçou que somente a atuação conjunta do poder público e da sociedade é capaz de garantir resultados efetivamente positivos e a manutenção das riquezas naturais e culturais da região.

O evento, realizado no Centro de Educação Ambiental (CEA) da Reserva Natural Guaricica, também contou com a presença de representantes de instituições atuantes na região e em seu entorno, como o Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza (apoiador do projeto), MarBrasil, Observatório Costeiro, Centro Social Marista, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Batalhão da Polícia Ambiental do Paraná (BPAmb) e do Plano de Desenvolvimento Sustentável (PDS).

Durante o evento, estes representantes puderam debater e propor outras soluções práticas para que as sugestões levantadas pelos alunos sejam rapidamente e de forma eficiente colocadas em prática nos municípios e, ainda, ganhem escala em outras regiões da Grande Reserva Mata Atlântica.  “Nosso desejo agora é manter o diálogo com estes jovens e estas instituições afim de que a propostas possam ser implementadas” contou Solange Latenek, coordenadora do Projeto.

Ao final, os presentes participaram de uma apresentação do grupo Fandanguará, reconhecido pelo Ministério da Cultura com o Prêmio Culturas Populares 2018 e de um almoço com produtos típicos e nativos da região.