10 de janeiro de 2014

O leilão de atum no Japão, a ameaça de extinção e o que isso quer dizer para os negócios?

No início deste ano, veio a notícia de um dono de restaurante no Japão ter comprado por um bom dinheiro, em um leilão, um atum de 230kg. A  notícia pode ser lida no site da Folha de S. Paulo, de 7 de janeiro.

Além da Folha, outros meios de comunicação também repercutiram a informação. Entre eles, a versão digital da Revista Exame chamou a atenção para a ameaça de extinção que sofre o bicho leiloado. Veja aqui a reportagem com o título “Atum ameaçado é vendido a R$ 166 mil. Quanto custará o último?”.

Ao cumprimentar a Exame pela abordagem, vale a pena reforçar a relação que existe entre esta notícia com a (perda de) biodiversidade e com a economia. Extinção de espécies por colheita excessiva (quando a extração é feita em quantidade maior que a capacidade de regeneração) é apenas um dos problemas que afetam a diversidade biológica e o patrimônio natural. Também é apenas uma das questões que faz a degradação da natureza se encontrar com os negócios. Se restaurantes de comida japonesa dependem de recursos naturais como o atum bluefin, o quanto essa atividade econômica será afetada no futuro?

A resposta pode ser “despreocupante” ou não relevante para este exemplo — outros peixes podem substituir este tipo de atum, alguns vão argumentar. Mas, o problema é que o mesmo ocorre em outras situações. Para ficar no exemplo dos recursos pesqueiros, vale a pena reler uma reportagem de O Estado de S. Paulo de dois anos atrás (Estoques estão no limite, de 26 de fevereiro de 2012). Aliás, o texto do Estadão traz o problema para bem perto de nós brasileiros.

Assim, empresas que não prestam atenção a este tipo de ameaça e não compreendem a relação que existe entre seus negócios e a biodiversidade estão diante de um risco. O que acontece com os peixes não é diferente da possibilidade de faltar água, polinização na agricultura, equilíbrio climático, entre outros benefícios que chamamos de serviços ambientais. É, sim, uma ameaça, um risco que pode afetar a sobrevivência de empresas.

Nenhum Comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Deixe um comentário