Grande Reserva Mata Atlântica e Ekôa Park lançam espaço para fortalecer cerca de 80 empreendedores

 Negócios de turismo sustentável e produção de natureza localizados nos estados do Paraná, Santa Catarina e São Paulo serão impactados pelo primeiro Centro de Informações da Grande Reserva Mata Atlântica, que será lançado na próxima sexta-feira (22)

 

Cerca de 80 negócios de turismo sustentável e produção de natureza situados entre os estados do Paraná, Santa Catarina e São Paulo serão impactados pelo primeiro Centro de Informações da Grande Reserva Mata Atlântica, que será lançado nesta sexta-feira, 22 de janeiro. O espaço fica no Ekôa Park, parque ecológico localizado na cidade de Morretes (PR), que faz parte da maior área contínua remanescente de Mata Atlântica.

Segundo dados da United Nations World Tourism Organization (UNWTO), o setor do turismo foi o mais afetado pela pandemia em 2020. Só o Brasil perdeu mais de R$ 46,7 bilhões em faturamento ao longo do ano. Contudo, em um momento de retomada, o Centro de Informações visa fortalecer o setor e dar visibilidade aos empreendimentos que geram renda a partir do turismo sustentável e da conservação da natureza.

A iniciativa concretiza um trabalho desenvolvido desde 2018, quando a Grande Reserva Mata Atlântica começou a ser desenhada. O movimento contempla 2.2 milhões de hectares do bioma e 33% do território integralmente protegido, entre Parques Nacionais, Estaduais e reservas particulares, além de 1.8 milhões de hectares de área marinha. O objetivo é promover o desenvolvimento de negócios a partir da conservação da natureza e da cultura, por meio da economia restaurativa. A iniciativa contribui com a geração de renda, criação de empregos e melhoria da qualidade de vida em uma das áreas mais importantes em biodiversidade do mundo.

“A partir desse espaço, nós conseguimos mostrar para o público de forma muito mais fácil e acessível o que nós temos a oferecer nesse território, qual é a importância e o valor dele. Isso tem uma importância muito grande, até para agregar valor aos negócios que existem aqui, fortalecendo exemplos inspiradores. Acreditamos que é um primeiro passo e que na sequência devem vir outras conquistas quando empresários e poder público se estimularem por iniciativas como essa”, explica o coordenador de comunicação da Grande Reserva Mata Atlântica pela SPVS, Ricardo Borges.

Segundo a diretora do Ekôa Park, Tatiana Perim, o parque ecológico ajudou a desenvolver o primeiro Centro de Informações da Grande Reserva Mata Atlântica para fortalecer uma iniciativa em rede, que valorize os negócios, a biodiversidade e a cultura local. “O centro de informação é importante não só para divulgar os portais de visitação dentro dessa faixa, mas também uma oportunidade para vender passeios de produção de natureza, atividades de imersão, turismo sustentável e a valorização dos empreendedores locais, que criam empregos e geram renda, além de contribuir com a preservação da biodiversidade”, destaca.

O Centro de Informações da Grande Reserva pode ser encontrado próximo à bilheteria do Ekôa Park, localizado no Km 18,5 da Estrada da Graciosa, em Morretes. Em janeiro e fevereiro o parque está aberto para visitação (mediante reserva antecipada) de quinta a domingo e em feriados, das 9h às 17h. Os ingressos custam a partir de R$ 60 a inteira e R$ 30 a meia-entrada, com opções de pacotes e atividades avulsas para toda a família. Mais informações estão disponíveis no site ekoapark.com.br.

 

Sobre o Ekôa Park

O Ekôa Park é um paraíso ecológico dentro da maior área contínua remanescente de Mata Atlântica, que encanta e inspira por meio de experiências únicas e transformadoras, conectando as pessoas com a natureza. Localizado em Morretes, na região litorânea do Paraná, o parque foi criado a partir da necessidade de proteger e preservar uma reserva de 238 hectares de Floresta Atlântica, ameaçada pelo desmatamento irregular, invasão de posseiros e caçadores. Acreditando no poder da transformação, o empreendimento foi idealizado para mudar esse cenário, agindo como um catalisador de novas oportunidades e disseminador de conhecimento, em uma área privilegiada destinada ao lazer, entretenimento, educação ambiental e desenvolvimento profissional.

 

* Conteúdo redigido pela Central Press, assessoria de imprensa do Ekôa Park