Notícias Gerais

17 de abril de 2019

Websérie informa sobre as características e alerta sobre ameaças para a conservação de papagaios no Brasil

Por Comunicação

Iniciativa faz parte da programação da “Semana de Estudos para a Proteção dos Papagaios e demais Psitacídeos Brasileiros”

Entre os dias 14 e 20 de abril, acontece a “Semana de Estudos para a Proteção dos Papagaios e demais Psitacídeos Brasileiros”, data que foi criada pela Secretaria de Biodiversidades do Ministério do Meio Ambiente (MMA) em 2018 com o objetivo de informar e sensibilizar sobre a importância de manter essas aves na natureza.

Pensando nisso, o Programa Papagaios do Brasil lançou na segunda-feira (15) o primeiro episódio de uma websérie que falará sobre as características das espécies, ameaças e ações de conservação implementadas para as seis espécies de papagaios: papagaio-verdadeiro (Amazona aestiva); papagaio-charão (Amazona pretrei), papagaio-de-peito-roxo (Amazona vinacea), papagaio-de-cara-roxa (Amazona brasiliensis), papagaio-chauá (Amazona rhodocorytha), papagaio-moleiro (Amazona farinosa). Ao todo, a produção audiovisual contará com sete episódios, que serão lançados sempre às segundas-feiras pelo site www.papagaiosdobrasil.com.br e pelas redes sociais.

Os principais desafios para a conservação destas espécies são o combate ao tráfico de papagaios, a proteção de áreas naturais e a conscientização da sociedade, que ao comprar um papagaio financia o tráfico. Infelizmente, o crime cibernético de venda ilegal de animais silvestres está aumentando. Um estudo realizado pela BTB Data, uma agência de análise de dados de São Paulo, rastreou mais de 28 mil publicações de venda de animais silvestres na “web legal”, o equivalente a 55% dos anúncios, que estavam disponíveis em redes sociais ou sites de comércio eletrônico. As aves correspondem a 80% dos animais traficados no Brasil.

Além disso, o blog do Programa Papagaios do Brasil é mais uma ação programada para a Semana e focará em conteúdo informativo sobre o combate ao tráfico de animais. “Grande parte desses animais são comprados como ‘animais domésticos’, então sabemos que o combate ao tráfico passa pela conscientização da população. Por isso, decidimos investir nossos esforços nas plataformas digitais e em ações de comunicação”, explica Rafael Sezerban, técnico em conservação da natureza da SPVS.

O Programa Papagaios do Brasil está alinhado ao Plano de Ação Nacional (PAN) para Conservação dos Papagaios, coordenado pelo Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Aves Silvestres (Cemave/ICMBio). É uma iniciativa da Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS) em parceria com o CEMAVE, a Fundação Neotrópica do Brasil, Associação Amigos do Meio Ambiente (AMA) e Parque das Aves, com apoio da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza.