Gráfico Desmatamento Evitado

A Escola de Conservação da Natureza foi projetada para ser um espaço para a comunidade com atividades teóricas e práticas, utilizando de metodologia e materiais didáticos adequados para promover a sensibilização de moradores do entorno de áreas naturais e para introduzir oportunidades de desenvolvimento pessoal e profissional baseadas no uso consciente do patrimônio natural.

Além dos encontros promovidos pela Escola, os participantes são incentivados a praticar, pesquisar e exercitar os conhecimentos. Também há um esforço na busca por oportunidades para que estes jovens possam ser integrados em funções que atuem pela conservação da natureza na região.

O projeto Escola de Conservação da Natureza foi viabilizado por meio da aprovação no edital da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, no primeiro semestre de 2017.

Antonina

A primeira turma da Escola contou com a participação de 46 jovens, moradores do entorno das unidades de conservação do município de Antonina (PR). Os encontros em turma aconteceram
durante o mês de julho e de agosto de 2017, com a participação de professores que abordaram temas como conservação e legislação, fauna e floras nativas, restauração ecológica e construção de
um plano de vida.

As atividades da Escola aconteceram na Reserva Natural Guaricica – mantida pela SPVS desde 2000 no município de Antonina, no litoral paranaense. Antonina foi escolhida como o primeiro município a receber as atividades da Escola de Conservação da Natureza por ser uma das regiões que abriga os últimos remanescentes bem conservados do bioma Mata Atlântica. Atualmente, há apenas 12%, aproximadamente, de áreas de ocorrência em bom estado de conservação, embora seja um dos biomas com maior riqueza em biodiversidade.

Acesse aqui o vídeo de apresentação da Escola de Conservação da Natureza - turma Antonina

Guaraqueçaba

Recentemente, a segunda turma da Escola foi composta por mais 35 alunos do município de Guaraqueçaba (PR). As aulas aconteceram em junho de 2018 na Reserva Natural Salto Morato e no Centro Social Marista, abordando temas como características de fauna e flora do bioma Mata Atlântica, planejamento de vida e empreendedorismo regional baseado na conservação da biodiversidade.

O município de Guaraqueçaba está inserido no maior remanescente do bioma e abriga 282 mil hectares de áreas protegidas. Por seu imenso patrimônio natural, o município já foi inserido um dos melhores locais do país para observação de aves e uma das regiões com maior potencial para atividades de turismo e lazer relacionadas à natureza.

Acesse aqui o vídeo de apresentação da Escola de Conservação da Natureza – turma Guaraqueçaba