Programa Desmatamento Evitado

Com o objetivo de contribuir com a conservação dos últimos remanescentes em bom estado de conservação da Floresta com Araucária e Campos Naturais no sul do Brasil, o Programa Desmatamento Evitado atua desde 2003 com uma metodologia inovadora de Pagamento por Serviços Ambientais e Ecossistêmicos. O Programa atua aproximando donos de propriedades com áreas de vegetação nativa e empresas interessadas em apoiar iniciativas de conservação da biodiversidade.

O Programa Desmatamento Evitado atua dando aos proprietários um auxílio para o manejo e manutenção de reservas naturais, que garantam a proteção da biodiversidade, além de manterem os serviços ecossistêmicos fundamentais à qualidade de vida de toda a população e à economia, como fornecimento de água limpa, fertilidade do solo, regulação climática, dentre outras.

Em 15 anos de atuação, o Desmatamento Evitado tornou possível a adoção de 33 propriedades, que somam mais de 4.500 hectares protegidos, e a criação de 12 Reservas Particulares do Patrimônio Natural – RPPN. Com o acompanhamento das propriedades, os técnicos do Programa orientam os proprietários sobre as melhores práticas de cuidado e manejo das áreas naturais, garantindo um compromisso permanente com a conservação da natureza.

Por sua importância, o Programa foi reconhecido como uma das bases para a aprovação da lei de PSA no Paraná e está alinhado com o Programa Bioclima – que tem por objetivo estabelecer estratégias e incentivos para a conservação e recuperação da biodiversidade de forma a contribuir para a mitigação e adaptação às mudanças climáticas.

Mata-do-Uru_galeria-projeto

O Programa também trabalha para integrar a mobilização política pela conservação voluntária. Para atingir este objetivo, organiza encontros e reuniões entre proprietários de reservas particulares e representantes do poder público, incentivando o diálogo e a interação de ações.

Outra importante frente de atuação do Desmatamento Evitado consiste no apoio a empresas interessadas em planejar e executar atividades de plantio compensatório. O Programa propõe projetos técnicos que minimizem impactos de empreendimentos, gerando ganhos em biodiversidade. O planejamento estratégico e a expertise técnica da SPVS viabilizam a criação de planos que são capazes de cumprir as exigências mínimas mas também de superar e multiplicar resultados em conservação da natureza. [saiba mais]

Apoiadores desse Projeto

  • Grupo Positivo
  • Autopista