Projeto de Conservação do Papagaio-de-cara-roxa

O Projeto de Conservação do Papagaio-de-cara-roxa é desenvolvido desde 1998, no litoral norte do Paraná, e a partir de 2013, no litoral sul de São Paulo, e tem o objetivo de contribuir com a conservação da espécie e de seu habitat. Financiado atualmente pela Fundação Loro Parque e Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, o projeto atua em linhas como pesquisa biológica, monitoramento populacional da espécie, manejo e educação para conservação. Também apoia iniciativas que podem gerar renda a comunidade como a meliponicultura e o ecoturismo nas comunidades de entorno aos principais sítios da ave.

Desde 1998, realiza monitoramento de ninhos em sítios reprodutivos localizados em ilhas do litoral norte do Paraná onde, a partir de 2003, além dos ninhos naturais, foram instalados ninhos artificiais de madeira e PVC em substituição aos naturais que eram perdidos ao longo do tempo. Nos 18 anos de monitoramento foram registrados 1339 nascimentos de filhotes e o sucesso reprodutivo de 816 deles, ou seja, filhotes que se desenvolveram no ninho e conseguiram alçar vôo. A partir de 2013 o projeto expandiu suas ações de conservação para a área de ocorrência da espécie no litoral sul do estado de São Paulo, onde monitora ninhos naturais e busca estratégias para a conservação. Nesta região foram monitorados 11 filhotes nascidos e apenas 2 filhotes com sucesso.

Captura de Tela 2016-03-17 às 10.12.22

O projeto já realizou, entre 2003 e 2015, 13 censos anuais populacionais do papagaio-de-cara-roxa, no litoral do Paraná, em sete locais usados pelas aves como dormitório. No litoral sul de São Paulo, a equipe identifica 8 locais usados como dormitórios e realiza censo anuais desde 2013 simultaneamente com o estado do Paraná.  Atualmente, com base nesses censos, estima-se uma população de aproximadamente 6.700 indivíduos, onde 75% encontra-se no litoral do Paraná.

Em 2012, com o objetivo de sensibilizar e informar pessoas sobre a biologia da espécie e as pesquisas realizadas, foi publicado o livro infanto-juvenil Vida Livre – A História do Papagaio-de-cara-roxa, em parceria com a escritora Adélia Maria Woellner e a ilustradora Kitty Harvill.

Além das ações de pesquisa e conservação da espécie, o Projeto atua através da Educação para Conservação formando professores e atuando em escolas das comunidades locais buscando uma sensibilização dos moradores da área de ocorrência da espécie. Além de contribuir com iniciativas de ações para a alternativa de renda para a população como a criação de abelhas sem ferrão nativas da Mata Atlântica (meliponicultura).

Mais informações sobre o projeto e o papagaio-de-cara-roxa podem ser encontradas em www.papagaiodecararoxa.org.br.

Apoiadores desse Projeto

  • FBPN
  • Loro Parque Fundación
  • Hotspot